Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

Eu te sinto, meu, amor!

Tem sido muito estranha essa coisa de você não fazer mais parte da minha rotina, assim, do dia pra noite. Fazem duas semanas mas foram o suficiente para me roubar todo ar.
Também não diria que nosso reencontro seria assim, com um toque de mão! A impressão que eu tive é que aquele era nosso 'primeiro encontro', pois olhar pra trás e te ver chegar, disparou meu coração que quase foi pra garganta e voltou engolido com toda a emoção que eu não podia demonstrar. Sei que você percebeu. Um sussurro nada disfarçado de "cuida dele pra mim" apenas pra que eu pudesse dormir em paz, porque eu dei que você sabe se cuidar. Talvez precise de um colo e um cafuné de vez em quando mas sei que não faria nada errado.
Ah meu amor... Se eu ainda pudesse te chamar assim. Amor da minha. Alma da minha alma. Dizem que o amor tem que acabar da forma que começou, "como um golpe". Acho que conosco foi assim! Sinto vontade de dar um novo golpe, aquele que nos une novamente e penso, é just…

Salvei pra você ver

E foi assim que tudo começou

Era uma Sexta -feira. Eu estava de férias, a Copa já tinha acabado. Combinei com a minha melhor amiga de irmos para a minha balada favorita. Como de costume, fui para o meu treino a noite. Estava esperando o ônibus, ia para a cada da minha avó pegar o carro e depois iria ne arrumar pra sair. Mas minha amiga me mandou uma mensagem: - "Amiga, não estou no clima de balda hoje, passei mal no trabalho. Mas a minha amiga nos chamou para ir em um bar com sinuca." Tudo bem, nem tudo estava perdido. Prossegui como planejado, peguei o ônibus e fui até a casa da minha avó. Cheguei lá já era tarde e ela não queria emprestar o carro! No fim, deixou. Mas de birra me fez tirar o carro da garagem para ver se eu desistia. Não não, mesmo depois de deixar o carro morrer 5x tentando sair da garagem, lá estava eu a caminho de casa. Me arrumei pra ir pro bar! Nada de muito extravagante. Minha calça rosa favorita, meu sapato de ponteira dourada, jaqueta de "couro", brinco grande... Lá vamos …

Coração de Leão vai ao altar

Eis que o rei, Coração de Leão, sobe ao altar, trajando sua farda que representa seu papel na sociedade, símbolo de toda sua dignidade e caráter. Ao seu lado, uma bela moça de cabelos curtos e escuros, seus lábios vestem vermelho, seu corpo veste branco. Não precisava de um vestido de princesa, não. Porque ela já era. Lado a lado, o marrom dos olhos dela se misturava ao azul dos olhos dele, e ambos se diziam "estamos prontos". Ela, pronta para ser uma rainha. Ele, pronto para ter uma rainha. Os sinos tocam, todos os convidados se levantam... Está na hora! Ela entrega seu buquê de flores brancas para sua pequena ao lado.
A cerimônia começa e ambos já não conseguem mais prestar a atenção no que o padre diz, esperaram tanto por esse momento... E chega a hora do sim. Viram-se um para o outro, um sorriso de abre na face de cada um e o sim surge como um alívio da garganta, algo que estava preso a muito tempo. E outro sim surge. E eles se encontram em um beijo apaixonado, que rouba…

Escrevi pra você

Pra ler ouvindo: Hoje o Céu Abriu - Nx Zero

Quando você me disse que leu o que eu escrevi para você, eu pensei... " O que irei escrever agora? O que irei dizer?". Acho que eu escrevi tantas coisas porque, no fundo, eu nunca achei que você fosse ler. Eu tentei, eu sei, sempre deixei aquele lembrete “implícito”, mas você sempre reservado e observador... Como eu iria saber? Sempre tive dúvida. Ok... Ta bom... Eu tive coragem de te procurar e de falar com você, mas na verdade eu não sabia como seria, ou SE seria. Eu tive medo. Quem sabe você simplesmente visse e não respondesse. Ou pior, respondesse dizendo algo do tipo “Nunca mais me procure”. Mas foi melhor do que eu poderia imaginar. Finalmente senti o gostinho do “não criar expectativas”. Mas eu criei, você me conhece. Isso tudo, sabe, tudo o que conversamos e rimos novamente, só confirmou o porquê de eu gostar tanto de você. Não vejo como esperanças renovadas. Não... Mas como um ponto final. O detalhe que eu precisava para p…

Feliz um ano, meu rei

Passei muito tempo pensando do que diria/escreveria quando esse dia chegasse. É complicado falar de um ano que não vivemos juntos, mas é um ano a se comemorar. Você se foi já faz um tempo, mas deixou uma parte sua comigo, e foi isso que me motivou a respirar casa dia, a abrir os olhos e lembrar que não está tudo acabado, que eu continuo vivendo e que nunca estive tão viva.
Você despertou sentimentos em mim que eu ainda não sabia que existiam, você me fez ver em seus olhos o que era o amor verdadeiro (mesmo que fosse por outra pessoa). São experiências, momentos, lembranças... Que não tem preço!! Eu não trocaria nada, nenhuma lagrima, nenhum dia daqueles em que eu não tive vontade nem coragem de levantar da cama e enfrentar o mundo. Eu cresci demais, e tudo isso graças a você. Uma pena que não tenha visto, você que sempre dizia que eu era muito nova. Talvez eu ainda seja.
Eu não sei onde você esta agora, com quem e como esta, não sei o que pensou quando viu esta data, mas sei que esta be…

Adeus, 2013

Foto: Daniel Garcia - Viver em Santos
Final/Começo de ano é uma época atípica: o único período do ano em que pensamos no que fizemos e no que vamos fazer. Todos os outros dias do ano nós passamos fazendo coisas por impulso, quebrando a cara e repetindo os mesmos erros. Coisas essas que tentamos evitar a cada virada de ano, fazendo uma listinha, planejando e etc.
Esse ano foi especialmente diferente na minha vida. Digamos que finalmente coloquei a ponta do dedinho do pé na vida adulta... Tomei vergonha na cara e comecei a trabalhar, tive relacionamentos (algo muito parecido com um namoro mas cedo demais para definir assim), finalmente tirei minha carteira de habilitação, passei para a segunda fase de um vestibular... É... As conquistas vão se acumulando. É claro que estas citadas são as maiores (e mais agradáveis de se falar; aquelas que a gente até ergue o peito).
Mas as minhas conquistas neste ano que se vai não se limitam apenas ao que foi bom, e/ou fácil. Nada foi fácil. Algumas doera…

Balanço Geral

Vai chegando o fim do ano, festas, reuniões de família e começa a passar um filme na mente de cada um, aquele filme que sempre ouvimos falar, onde você revê todos os melhores e os piores momentos da sua vida. Nesse momento é preciso uma reflexão, um tempo só pra si para que estes momentos sejam colocados em uma balança. Eu fui feliz? Eu fiz o bem? Eu fiz novos amigos? Ou eu deixei os momentos tristes dominarem meus dias? Levei as decepções como lema da minha vida? Me afastei de muitas pessoas? É nesse momento que você pega uma caneta e começa a escrever as metas para o ano que está vindo, mas, afinal, cadê aquela que você escreveu no final do ano? Você deveria estar riscando as suas conquistas nela, não é? Não faz sentido criar uma nova lista se você nem ao menos cumpriu o que prometeu na outra. Isso sempre foi presente em minha vida. Mas este ano foi diferente. Tão diferente, que mesmo sem ter feito uma lista eu consegui riscar algumas conquistas. Depois de várias tentativas frustradas…