Pular para o conteúdo principal

Postagens

Princesa

Durante nosso tempo juntas falamos muito sobre “aprender algo com as pessoas que passam pela nossa vida”. Nosso maior hobby era tentar adivinhar o que tínhamos a aprender uma com a outra e se de fato seria algo somente passageiro ou duradouro. Aquela mania clássica do ser humano de querer adivinhar o futuro. Talvez algo do tipo “eu faria diferente se soubesse desde o início que seria algo para sempre, mas como não sei, prefiro viver um dia de cada vez e se rolar, rolou”. Ela pareceu se convencer disso quando falou estava me preparando para o que viria depois em minha vida, enquanto eu ainda lutava contra a maré e preferia acreditar que ficaríamos juntas por muito tempo.
No nosso último dia juntas isso ficou ainda mais evidente. Suscitei uma discussão que poderia nunca ter acontecido, mas eu como a excelente psicóloga que sou, sei que é preciso fazer manutenção nas relações. Também precisava fazer valer a promessa que eu tenho comigo mesma: ser sincera com meus sentimentos. Como eu pode…
Postagens recentes

O que eu aprendi

Fiquei pensando muito sobre o que eu teria que aprender com ela. Apesar da mensagem ser clara entre nós, o tipo de pessoas que somos e a forma de se relacionar que buscamos, no final das contas não dava certo, não batia, a conta não fechava. Precisei de alguns (muitos) dias longe para entender onde estaria a resposta. Eu estava na cidade dela, mas ela estava a mais de três mil quilômetros de distância, o coração jamais sentiria o que eu estava fazendo.
Então eu revisitei a história com todos os meus ex, li todos os textos, repassei diálogo por diálogo mentalmente. Coloquei na balança tudo que era diferente com eles em relação a ela. Eu estava disposta a fechar essa conta. Foi quando resolvi realmente mergulhar no passado, mas no presente, olhei as redes sociais e me surpreendi com novidades gigantes na vida de cada um. Puxa, que egoísta eu seria né? Quando olho para a minha vida vejo tudo de novo que vem surgindo – e que de forma alguma eu cogitei não viver estes momentos –, ao mesmo t…

Freud explica

Não é fácil te amar. Pra te acompanhar é preciso soltar todas as amarras da vida que me seguram dentro da sanidade mental. É preciso se reinventar todos os dias e não se render a usar as cantadas baratas de filmes românticos e jamais – JAMAIS – esperar algo assim de você.
Sua escala de cores varia entre preto e cinza. A minha é totalmente cor de rosa. Talvez você me ache um pouco infantil, já eu diria que “Freud explica”. Eu sou o que eu me permiti ser, assim como você. Algumas pessoas preferem voar, mas não podemos julgar quem escolheu ficar no ninho.
Pra te amar, é preciso amar em silêncio, quietinha. Em baixo nas cobertas, falando baixinho no ouvido. Mas pra mim, amar é gritar para o mundo inteiro, é abraçar forte em uma avenida lotada atrapalhando quem quer andar. Você é como sol, quente, forte, tem uma luz inexplicável. Quem se aproximar sem tomar cuidado pode se queimar. Mas quem souber te levar pode acabar com um bronzeado lindo.
Você é culta, tem opinião forte, nunca perde uma di…

Carta para 2019

Querido 2019,
O ano de 2018 foi um ano bem difícil, mas também de muitos aprendizados. Meu primeiro desejo para este ano que se iniciará é que eu seja capaz de perdoar aquelas pessoas que não foram tão gentis comigo, como eu gostaria que tivessem sido. Mas quero perdoá-las porquê de fato aprendi com elas coisas que eu não teria aprendido de outras formas. Conheci muitas pessoas novas e (in)felizmente tive que dar adeus para algumas. Sempre tive problema com despedidas.
Para o novo ano, desejo também alguém que fique. Alguém que não necessariamente esteja no mesmo tempo que eu – porque isso é bem relativo – mas alguém que saiba respeitar essa diferença, que tope aprender com isso e tirar o melhor dessa situação junto comigo. Alguém que não solte minha mão mas que também não vá embora segurando nela. Quero alguém que caminhe lado a lado comigo e que nesse percurso, na verdade, apenas faça carinho na minha mão, só isso já é suficiente.
Estou em busca cada dia mais de desafios maiores, de ma…

Pensando em você. 01

Dizem que você só encontra o que está procurando quando para de procurar. Acho que as pessoas dizem isso porque quando estamos procurando somos capazes de aceitar qualquer coisa como se fosse a certa. Mas eu não parei de procurar, eu estava procurando por você, mas não sabia que era você (até encontrar). Eu não precisei perder para saber disso, eu só precisei encontrar.
Confesso que quando eu te conheci eu ainda estava meio confusa. Estava conhecendo pessoas mas nenhuma delas parecia fazer sentido e quando começamos a conversar eu achei que você seria uma delas. Eu olhava para sua foto e me lembro de pensar "parece ser interessante" mas você insistia em demorar um dia inteiro para responder, então todo bom papo era colocado em xeque. Mas você respondia, e respondeu que estava perdida na mesma cidade que eu mas iria voltar em breve. Eu estava desde cedo na rua e ainda tinha que passar em casa pra pegar minhas malas. Pensei até na possibilidade de sentarmos lado a lado no pró…

Algemas (Explícito)

As coisas haviam esquentado entre nós, não era nossa primeira noite mas confesso que eu ainda estava nervosa. Meu medo sempre foi de que a outra pessoa não gostasse do que eu estava fazendo, acho que porque sempre fizeram comigo e eu não gostava de como faziam. Mas você me deu carta branca e me tranquilizou. Acho que tinha mais a ver com o que você mesma disse sobre eu não gostar do que eu ia fazer, mas não tinha como saber, né? Beijei tua boca enquanto segurava seu corpo entre minhas pernas e acho que esse foi o beijo mais intenso que eu já te dei. Então desci pelo seu pescoço, pelos seus seios e sua barriga, passei pelo seu umbigo até chegar em sua genital úmida por baixo da roupa que eu arranquei devagar com ajuda dos dentes, só para te provocar. Então me deparei com seu corpo completamente nu na minha frente, sua vagina à centímetros da minha boca. Então eu avancei com língua e lábios, desbravei cada cantinho que você me permitiu até começar a puxar meu cabelo e contorcer todo o …

O cheiro [explícito]

O cheiro que eu mais gosto em você não é o cheiro dos teus perfumes importados, mas o cheiro exótico do seu coro cabeludo que cola em meu rosto quando estamos dormindo e o cheiro que fique em minha pele depois de uma noite de amor. O cheiro forte da sua vagina úmida embaixo do cobertor, sedenta por amor, que espera pela minha língua.

Essa língua que traça as linhas da sua boca, percorre todo seu pescoço que insiste em ter cócegas, desce entre seus seios onde se perdem por um longo tempo procurando o prazer onde você diz não ter,  até seguirem por sua barriga transpassada pelas costelas e chegar abaixo do seu umbigo, onde te faço arquear a coluna e puxar meus cabelos quando minha boca encontra o tecido das suas roupas íntimas. Eu me demoro por um tempo e passo meu rosto em tuas partes íntimas como forma de te provocar, esperando tua reação de desejo. Eu quero que você peça por mim.

O cheiro invade minhas narinas novamente me fazendo arrancar toda sua roupa com os dentes  e minha língua s…