Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Para meu príncipe

Oi, meu príncipe. Faz tempo que não nos vemos, que não temos aquela conversa gostosa que costumávamos ter no começo. Eu sei que você já não pensa mais em mim, pelo menos como pensava antes. Mas, eu não queria que isso tudo passasse batido. Apesar de todas as cobranças - que eu reconheço, foram muitas -, eu nunca estive mais feliz. Todos os momentos que eu compartilhei com você foram bons e me fizeram amadurecer muito. Apesar de querer te dar tudo o que você deseja, eu não posso ser o que não sou, infelizmente eu não tenho sua idade apesar de querer ter. Não posso negar que meu sonho é que fiquemos juntos, que tenhamos um relacionamento e nossos três filhos no futuro. É... Não era para ser. Eu estou triste por isso. Mas não te culpo por nada, não te culpo por não ter dado certo, não te culpo por eu estar triste. Essas coisas fazem parte da vida e a gente sempre sobrevive apesar de a cada respiração o peito parecer que vai explodir. Você com certeza deve saber o que eu estou sentindo. V…

Para você, que eu amo...

Acho que essas serão as minhas últimas palavras, sobre isso, para você. Não estou desistido do que sinto por você, apenas vou deixar que o tempo leve esses sentimentos para o seu devido lugar. Deixo-os descansar em paz, para que possamos ser amigos acima de qualquer interesse. Eu fugi muito dessas três palavras, porque eu não podia dizer que te amo, se você a ama. Ainda não posso, mas esses sentimentos não me pertencem mais. Acho que tudo o que tínhamos que viver, que tínhamos que fazer (e o que não tínhamos) nós fizemos. Algumas experiências boas, outras não tão boas, mas com certeza, cada um de nós vai levar consigo o resultado de tudo isso. Eu não me arrependo de nada que fiz, mas sim do que não fiz. Porque você sempre me disse para aproveitar, e eu tive medo. Mas não tive medo de você. Tive medo de mim, dos meus sentimentos. Sim, eu tive medo de me apegar mais, de me apaixonar mais, de não conseguir viver sem você. Mas eu sempre soube que você não era meu, em momento algum. Mas eu…

A tal da pessoa certa

Eu achei que essa pessoa nunca ia aparecer; a tal da pessoa certa. No jogo na vida eu só caio na casinha 'dê dois passos pra trás'.” Mas eu me enganei. Enquanto eu achava que já tinha andado muito, eu vi que estava apenas no começo. E me apareceu você...E a casinha mudou para ‘ande um passo para frente’. E isso vem se repetindo todos os dias a um mês.

Quanto mais me perco mais me encontro.

Quanto mais me perco mais me encontro. Vi que esses dias sozinha me serviram de algo. Acho que eu pude me conhecer, me encontrar. Ainda tenho um longo caminho, mas eu já comecei... Dei o primeiro passo. Sei que não preciso ligar para o que as pessoas dizem, e que, para conquistar o que eu desejo, não basta nada além de mim – e do desejo... Porque não tem como conquistar algo desejado se você não desejar. Nesse momento eu sinto que não estou dizendo nada com nada, talvez seja a euforia de ouvir a pipoca estourando no microondas, e meu filme favorito em pausa no meu computador. Nesse momento, neste exato momento, eu não preciso de ninguém, apenas de três coisas, minha pipoca, do filme e de uma cadeira bem confortável... Porque este filme vai ser longo.

Pode ser

Pode ser que nosso destino não seja ficar junto, que talvez esse nosso ‘romance’ dure pouco, eu não sei... Mas eu sei, que daqui a alguns meses, quando eu me mudar pra'quela cidadezinha do interior eu vou me lembrar com muito carinho de tudo o que nós estamos passando, de todos os seus ‘traumas’ que eu insisto em causar, e de todas as sensações novas que você me faz sentir.

Não dá mais para mudar

Mesmo depois de você tanto repetir que não quer mais, eu não consigo esquecer de quando nos vimos pela primeira vez. De como seu olhar encontrou o meu. E como foi perfeito. Não consigo esquecer de como seus olhos eram azuis, de como seu sorriso era bonito, e minha atenção desviada das tuas palavras para nossos dedos entrelaçados do lado esquerdo do meu corpo. Não esqueço do abraço e do beijo no rosto que você me deu, quando minha vontade era de pular no teu pescoço e te tascar um beijo na boca.
Às vezes eu quero que estes momentos voltem. Outras vezes eu não quero. Algumas vezes eu penso que seria ótimo se continuássemos juntos, mas não faz sentido. Meus pensamentos não saem do dia em que nos conhecemos e nada tem sido igual desde então. Mas o toque sim. O beijo sim. Os olhos sim. Incomparável. Inexplicável. Insubstituível. Era você e vai ser sempre você. Por mais que você não queira mais.
Não dá mais para mudar esses olhos, esse sorriso, esse toque. Por mais que você me negue, nada vai…

Muita cara, pouco coração

As noites tem sido mais frias, mais longas e passam incrivelmente mais arrastadas. Quanto mais eu "durmo", mas cansada eu fico. Porque dormir, na verdade, não é dormir, é sonhar com você.
O corpo pede, a mente nega e o coração sofre. Devastado, quebrado, despedaçado, pela metade, remendado. A esperança de que se esta seria sua deixa, sua revitalização, sua reconstrução... Doce ilusão, pobre coração, era só mais um.
Dentre tantos nãos, um sim. O sim errado, o não certo. Incertezas. Nenhum amor pode ser baseado na aparência. Mas com você não era amor. Era um par de olhos azuis. Era um sorriso bonito. Era um beijo que encaixa perfeitamente. Mas não era amor.
O que era então? Uma aparência? "Quem vê cara não vê coração." Meu cupido não é cego, não é vesgo, não é caolho. Ele enxerga com os dois olhos e não usa óculos. Ele vê muita cara, quando eu só quero ver o coração.

O que os olhos não vêem o coração SENTE

Sempre sofri por antecipação. Não houve um relacionamento se quer em que eu me envolvi, no qual eu não tenha sofrido por antecipação. Mas uma coisa é fato, se é por antecipação, é porque de fato isso vai acontecer. O fim é inevitável, faz parte do ciclo da vida, mas nunca sabemos como será este fim, e é isso que em faz antecipar, me faz pensar. Porque quando acontecer eu vou sofrer menos, de alguma forma, pois eu já sofri pensando em como isso iria acontecer. E aconteceu. Masoquista? Completamente. Mas alguns diriam "fazer o que? Nasci assim...!" E realmente, eu nasci assim, não sei ser diferente, não sei não criar expectativas. Mas o que é a vida sem expectativas? Como disse minha professora de literatura, uma vida sem expectativas é uma vida vazia. Você pode se decepcionar, mas como diria minha avó, quando casar passa! O que importa é que você viveu. Uma vida sem expectativa nenhuma, apenas deixando que o acaso decida, isso não é para mim! Eu gosto de imaginar, divagar, vi…

A dois dias

A dois dias dos dois meses.
A dois dias dos nossos dois meses.
A dois dias dos nossos pseudo dois meses.
A dois dias dos nossos pseudo perfeitos dois meses.
A dois dias.
A dois meses.

Em outros olhos os seus...

'Não permitiu o Céu' que meus sentimentos por você 'se prosperassem por muito tempo; e destinada a buscar' em outros olhos os seus, me perdi em mares azuis sem sentimentos.