Pular para o conteúdo principal

Esqueça aqueles planos...



"Esqueça aqueles planos, eles não são mais seus."
Eu nunca quis ter três filhos; jamais pensei em trocar meu vestido de noiva em estilo princesa por um mais moderno; eu também nunca gostei muito de prender o meu cabelo... Você entrou na minha vida e de repetente eu estava planejando o nome dos meus filhos, o dia do meu casamento, e até mesmo resolvi não mudar de cidade para cursar a faculdade. Outras cidades da baixada não me pareciam mais tão ruins assim; eu até poderia morar em Praia Grande. A cerveja já não tinha mais um gosto tão ruim assim e sair com meus amigos bêbados não era a parte mais divertida da minha semana.
No começo, naquelas primeiras semanas, ainda estávamos nos conhecendo e descobrindo o que cada um gosta... Era muito bom ter (ou parecer) uns 15 anos a mais. Me sentia adulta, podia sair por ai andando de mãos dadas e ainda por cima ter uma enteada. Mas eu não sou 15 anos mais velha, eu não estou preparada para ter uma enteada ou dividir alguém que eu amo com alguém que ele ama mais ainda. Meu sonho ainda é casar na igreja do Embaré com meu vestido de princesa. Dois filhos serão o suficiente ao lado dos meus diplomas de mestrado e doutorado e sair da casa dos meus pais para um cidade mais distante que a baixada será a maior conquista que farei na minha vida.
É verdade, nós pensamos muito diferente. Eu penso grande e você também, mas não quer dizer que pensamos da mesma forma. Eu quero estudar na maior faculdade da América Latina e você quer viajar para um país da América Central. Meu sonho é ir para a Itália, e você é australiano... Não dá. Apesar das peças serem parecidas o nosso quebra-cabeça não forma uma figura racional.
Seria muito bom viver tudo isso com você, mas você chegou em um momento em que meus planos já estavam definidos e os seus já estavam em execução. Estamos em momentos diferentes da vida e a esse ponto, talvez não valha esperar pelo outro porque não estamos indo para o mesmo lugar. Desculpa te decepcionar, meu querido australiano, mas você estava certo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ela é minha menina. Eu sou o menino dela.

ELA É MINHA MENINA.
Doidinha, doidinha. Onde foi que você perdeu a cabeça? Um pouco atrapalhada, mas bem esperta. Por fora parece ser mulher, mas na verdade é uma menina. Sensível, chora por qualquer coisa (até mesmo de felicidade). É tem ciumenta e possessiva, quer as pessoas sempre juntinho, bem coladinho. E ai de você se olhar pra outra pessoa que não seja ela. Ela espera que você mande mensagem de manhã, de tarde, de noite, de madrugada... Ela quer ser lembrada. Quer sentir que é alguém especial. Ela espera que você a abrace de supresa, que roube beijinhos, que durma bem agarradinho. Tudo que você pedir ela vai dar um jeito de realizar (mas só se você estiver merecendo). Confia de olhos fechados, mas sempre abre um pouquinho um dos olhos, só pra ter certeza de que ela realmente fez a escolha certa. Se você combinar algo, pode ter certeza que ela vai estar lá.
EU SOU O MENINO DELA.
Eita. Ele é meio desligado, em? Hm, não é não, isso você que pensa. De bobo ele não tem nada. Está sem…

Carta para meu menino

ADVERTÊNCIA: Para ler apenas em caso de algo ter acontecido comigo. MENINA, sua.
Meu menino,
eu não sei como (ou por onde) começar.
Pronto! Comecei. Eu devo concordar com você em algo que me disse no passado: nós não combinamos. Eu não consigo entender esse seu costume de simplesmente ler e ignorar as mensagens que eu mando - e não porque você não teve tempo de responder, mas porque não QUIS. Eu já tentei de todas as formas, mas não dá. Preciso de alguém que de fato queira conversar comigo. Alguém que me mande uma mensagem depois que sair do trabalho e que me mande bom dia logo quando acorda. Alguém que compreenda que as vezes eu quero comer a sobremesa antes do prato principal. Que talvez eu queira ver o final do filme antes de ver o meio.
Devo admitir que adoro quando você me surpreende e me abraça por trás e afunda seu rosto em meu cabelo. E do jeitinho fofo de dormir beeem abraçadinho e não soltar por nada. Mas ainda não compensa os dias que você diz que adoraria estar comigo mas n…

Metas para 2017

Este texto está longe de ser algo que você costuma encontrar no Facebook, com listinhas do que você deseja para 2017. Meu objetivo não é te dizer pra não fazê-las, muito pelo contrário. Eu acho ótimo e indico sim, mas vamos fazer com consciência. Fala sério, quantas listinhas de final de ano você já fez, e quando chegou no ano seguinte você viu que não cumpriu nadinha daquilo que você estabeleceu? Muitas vezes né?
Antes de fazer a tal lista, vamos fazer uma retrospectiva do ano que passou (e dos anteriores já que você não está fazendom isso direito né?). Pensa em tudo que aconteceu ao longo do seu ano, tudo tudinho. Realizações, frustrações, conquistas. Vamos separar mais ou menos assim: O que aconteceu que deu certo/eu gostei.O que aconteceu que deu errado/eu não gostei.
E diante desses fatos, ou caso você esteja com alguma dificuldade de amadurecer essa ideia (o que fazer para que continue assim, se for bom; o que fazer para mudar o que aconteceu, se foi ruim). 
Vamos pensar da seguin…