Pular para o conteúdo principal

Só achei que gostaria de saber




                As coisas estavam se acertando para nós, eu até arriscaria dizer que voltaríamos. Mas eu descobri que você apagou todas as nossas fotos, por algum motivo. Isso me doeu da mesma forma que doeu quando vi você chorar ao terminarmos. Estava mais do que claro, isso só determinava o fim certo entre nós, apesar de todas as declarações posteriores que você fez para mim.

            Não suportei, a carne é fraca e tudo o que eu conseguia pensar era em alguma forma de apagar você de mim, de apagar todas essas lembranças da minha mente e criar novas. Então apareceu esse cara. Vou ser sincera, não foi a primeira pessoa por quem eu me interessei àquela noite, mas seu olhar era fixo, penetrante; seu sorriso o mais bonito do qual eu conseguia lembrar, não tive dúvidas de que seria ele a me fazer esquecer tudo o que estava passando. E durante àquelas horas de flerte eu me esqueci de tudo e só conseguia pensar o quanto eu estava curtinho aquela situação. Quer dizer, você gosta de alguém que vê, então você sorri, dança e canta para essa pessoa... Que corresponde.

            Não tinha erro, era ele. É ele. Meus amigos ainda não estão felizes com a idéia, apesar de terem me incentivado para que ficasse com esse rapaz, talvez seja porque eu não sei ficar sem me apegar. Eu acho que ele já sabe, depois de alguns beijos ele me disse que precisava ir... Não... Por favor, fica, só mais um, só mais um beijo. O último, eu prometo. Ok, ele combinou manter contato, pegou meu Facebook e me passou o dele, você me conhece, lógico que eu o procurei, e achei. E logo adicionei, não agüentei esperar que ele fosse me procurar, me achar e ter coragem de adicionar. As coisas foram acontecendo, batemos um papo, ele até brincou que se eu tirasse a carta de motorista antes dele, eu o daria carona. Ah, eu não falei, ele tem vinte e seis anos, mas isso não é problema, pois ele aparenta ter minha idade.

            Ele também pegou meu telefone, quase combinamos de nos ver, mas eu fiquei tímida, e minha amiga não quis me acompanhar. Até porque, qual seria a reação dele a me ver? Eu teria que dar beijo no rosto ou selinho? Será que ele ia parar o jogo só para me cumprimentar? Eu pareço tão adolescente, tão dezesseis anos para uma pessoa com tanta vivencia. O amigo dele disse que ele é tímido, eu quase acreditei, tirando o fato de que a música estava muito alta e não conversávamos falando um no ouvido do outro, pelo contrário, o tempo inteiro nossas bocas estavam quase grudadas, nem dava para entender direito. Mas, o que veio depois dispensou todas as palavras ditas, a noite inteira.

            Eu sei que isso pode não estar sendo confortável para você, mas você fica com outras meninas... E já se passou um mês. Acho que eu também tenho o direito de ficar com outros garotos, conhecer pessoas novas e ver o que eu realmente quero. Mas acho que isso significa que eu estou seguindo em frente. Aquele beijo realmente valeu à pena e eu provaria novamente assim que possível. Não, eu não estou apaixonada... Ou estou? Isso não pode acontecer, não assim tão rápido. Ok, com você foi assim, mas eu o conheci em uma balada e eu realmente quero manter contado. Acho que me apaixonar seria um erro, poderia assustá-lo e meus amigos me olhariam feio por meses, aliás, alguns ainda torcem para que eu volte com você. Não sei se isso vai acontecer. Eu quero ver no que vai dar, quero ver o que ele quer e o que eu quero. E adivinha? Ele mora longe. Não tanto quanto você, mas é uma pena não ter que atravessar o ‘oceano’ para vê-lo, porque o mar é sempre tão lindo. É isso, é isso que ta acontecendo comigo, o que vai ser daqui pra frente. Fica bem tá? Eu te amo, talvez como amiga, não como namorada, mas...

            Eu só achei que gostaria de saber.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MORANDO SOZINHA #1: Minha experiência

Algumas pessoas já sabem que me mudei (novamente) para São Paulo. Mas muuuitas pessoas ainda tem curiosidade e perguntam muito o porque desta mudança e tudo mais. Então, criei este quadro aqui no blog para compartilhar com vocês toda minha experiência e dicas para quem pensa em fazer o mesmo!
Neste post eu contei um pouco sobre a decisão de vir morar em São Paulo, então quem quiser ler só clicar no link. O objetivo deste quadro é falar sobre morar sozinha mesmo, falar sobre a minha experiência nas casas que já passei etc.
Antes de fazer as malas...
Dica #1: pesquise MUITO antes de fechar negócio. Meu objetivo sempre foi procurar uma república, pois o custo diminui, muitas vezes já está mobiliado e a cozinha equipada (o que é mega importante) e você não fica completamente sozinha, terá alguém pra te ajudar com as rotas e tudo mais.
Gente, quando eu falo pesquisem muito, é pesquisem muito mesmo. Conversem com pessoas que conheçam São Paulo, tenha em mãos o endereço de onde você vai estudar/…

Metas para 2017

Este texto está longe de ser algo que você costuma encontrar no Facebook, com listinhas do que você deseja para 2017. Meu objetivo não é te dizer pra não fazê-las, muito pelo contrário. Eu acho ótimo e indico sim, mas vamos fazer com consciência. Fala sério, quantas listinhas de final de ano você já fez, e quando chegou no ano seguinte você viu que não cumpriu nadinha daquilo que você estabeleceu? Muitas vezes né?
Antes de fazer a tal lista, vamos fazer uma retrospectiva do ano que passou (e dos anteriores já que você não está fazendom isso direito né?). Pensa em tudo que aconteceu ao longo do seu ano, tudo tudinho. Realizações, frustrações, conquistas. Vamos separar mais ou menos assim: O que aconteceu que deu certo/eu gostei.O que aconteceu que deu errado/eu não gostei.
E diante desses fatos, ou caso você esteja com alguma dificuldade de amadurecer essa ideia (o que fazer para que continue assim, se for bom; o que fazer para mudar o que aconteceu, se foi ruim). 
Vamos pensar da seguin…

Improvável e inesquecível #0.1

Para ler ouvindo: Domingo de Manhã (Marcos e Belutti) e Logo Eu (Jorge e Mateus) covers por Gabi Luthai.
Escrevo essa mensagem em um Domingo de manhã, como na música. Meu dia favorito no mundo (com você). Nos conhecemos em um Domingo fora do comum. Você com seu senso de humor aflorado e eu apenas querendo sumir. Quando você chegou perto para fazer uma piada comigo eu tentei me esconder o máximo possível. Pois eu olhei para você e vi: "Nossa, lá vem aquele bobão que acha que é amigo de todo mundo, que conhece todo mundo e acha que pode ter essa intimidade com qualquer um, vou logo cortar." Mas quando você chegou perto, emanando sua alegria, não consegui não rir.
Foi um Domingo completamente atípico. Primeiro final de semana que eu trabalhei, estava na empresa há apenas 3 dias. Logo pensei, bom... Não vou ter que me preocupar, eu não irei mais vê-lo. Então não corro o risco de um dia sermos amigos e ele sair contando para todo mundo que eu quase atravessei o chão no dia que ele …